algemas

Entidades da PM repudiam sensacionalismo da “Novos Rumos”

NOTA DE REPÚDIO
As Entidades Representativas das Praças da Polícia Militar do RN, compartilhando do mesmo pensamento, vem a público repudiar a forma como vem sendo realizada a “cobertura ” dos fatos relacionados a operação “Novos Rumos” que apura supostos desvios de conduta de militares estaduais.

Destaque-se que o presente expediente não visa fazer defesa ou juízo de valor das acusações imputadas aos militares, as quais terão seus desdobramentos e debates na seara do Poder Judiciário.

Esclarecemos que somos totalmente favoráveis a toda e qualquer apuração de condutas ilícitas por parte das instituições, bem como, que, após a devida comprovação, os culpados sejam punidos.

Ocorre que o que não podemos admitir é a forma com que a cobertura sensacionalista e midiática vem tratando essa operação, em especial, a reportagem do FANTÁSTICO veiculada na noite desse domingo.

O tratamento midiático dado a esses militares representa uma verdadeira “crucificação antecipada” sem que antes sejam respeitados o devido processo legal e o contraditório e ampla defesa.

Esse pré-julgamento feito na noite de ontem pelo FANTÁSTICO expôs de forma antecipada e desarrazoada, não somente os militares, mas também toda a Corporação da Polícia Militar.

A reportagem chegou a replicar (segundo eles) uma viatura e fardamento da Instituição Militar como forma de “chocar” ainda mais a população e gerar uma sensação de descrédito para a Corporação.

Outro ponto que chama atenção é que parte da mídia local tem se questionado do “porque” que enquanto os “repórteres de casa” não tiveram acesso a todas as informações, o FANTÁSTICO foi “convidado” a recebê-las na sua totalidade.

Nós sabemos que, a exemplo do que ocorreu na operação “Batalhão Mall”, mesmo em caso de absolvição dos envolvidos, o desgaste da imagem dos militares jamais será desfeito.

Que bom seria se a reportagem do FANTÁSTICO também tivesse sido “convidada” para fazer a cobertura, e consequente divulgação no âmbito nacional, do caso do Soldado SOLANO, que em um gesto heróico, salvou a vida de uma criança no interior do Estado.

Por fim, as entidades representativas das Praças do RN, ratificam sua postura em defesa da Instituição Polícia Militar do Estado do RN, e de todos os excessos cometidos que venham a manchar o nome da Corporação e de seus membros de forma prematura e inconseqüente.

Natal, 05 de outubro de 2015.

ENTIDADES REPRESENTATIVAS DAS PRAÇAS MILITARES DO RN.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *